Bem-Vindo

Seja bem vindo ao blogue de fãs da Diana Pinto. A Diana é uma escritora do Blogger, conhecida por escrever as histórias de mistério "A Escola do Terror" e "Encontro com o 666". A primeira lançada em livro em Outubro de 2015.
Aqui encontra notícias, vídeos, fotos, além de conteúdo exclusivo como entrevistas feitas à Diana e aos colegas de escrita da mesma.
Obrigada pela visita e volte sempre!

quinta-feira, 6 de junho de 2013

Questões sobre a história Noiva do Irmão: "Eu via a Beatriz como a Cinderela do conto infantil"

 Noiva do Irmão foi a história que acabou de terminar e nós decidimos fazer umas perguntas à Diana (DSP) sobre essa história.
 Vejam o resultado.

Equipa: Ficaste feliz com o resultado da história?
Diana (DSP): Sim, fiquei mesmo não tendo muitas pessoas a comentar como tenho no meu outro blog. Gostei muito da história.

Equipa: Reservaste um final espantoso. Resolveste fazer a Jéssica viver e matar os lideres. Era uma ideia que já tinhas pensado ou chegaste a pensar em matar a Jéssica?
Diana (DSP): Nunca cheguei a colocar a pôr a hipótese de poder matar a minha personagem Jéssica embora isso desse um grande drama. Sabia que alguém tinha de morrer na história, isso já faz parte das minhas histórias de drama e mistério.

Equipa: Só não sabias quem matar.
Diana (DSP): Exacto. Pensei até em colocar a hipótese de matar a Rita mas decidi não o fazer pois a Rita é a personagem principal.

Equipa: Deste um grande final à Beatriz. Como chegou essa ideia?
Diana (DSP): Eu sabia que a Beatriz tinha que aparecer mais vezes. Dar um maior impacto à história. Sendo quase uma das personagens principais achei estranho ela ser aquela personagem mais bondosa, castigada pela madrasta. Eu via muito a Beatriz como a Cinderela do conto infantil e eu não queria esse final à Beatriz e por isso, ela acabou por se revelar ao longo dos capítulos. Fez frente à madrasta e conseguiu provar que era alguém especial. A Beatriz sempre foi a minha personagem favorita da história mesmo sendo tão bondosa ela conseguiu impor-se às pessoas que lhe faziam mal.

Equipa: O final parecia tirado de um conto de fadas. A Rita e o seu amado a cavalgarem para longe e deixarem os irmãos governarem o reino.
Diana (DSP): Eu sei. Foi muito conto de fadas. Mesmo sendo drama foi uma história diferente. Parecia romance tirado de um conto de fadas e drama ao mesmo tempo. Achei a história estranha mas até foi interessante.

Equipa: Pensávamos que a Jéssica iria morrer mas decidiste cruzar a vitória da Beatriz com a possível morte da Jéssica.
Diana (DSP): Eu para conseguir escrever essa parte tive que pensar muito. Não queria matar a Jéssica mas ao mesmo tempo não estava contente apenas com uma conversa que a Beatriz teve com a madrasta. Eu queria que a Beatriz tivesse um final mais bonito. Não só que fizesse frente à madrasta mas também que conseguisse ver que era alguém especial na família. E então a possível morte da Jéssica foi óptimo para poder juntar tudo.

Equipa: Foi uma história estranha a terminar numa espécie de conto de fadas mas adorámos. Parabéns Diana!
Diana (DSP): Obrigado eu por comentarem.

E ficaram por aqui as nossas questões à Diana (DSP).
O que acharam?

Um comentário:

  1. Lindo é o que tenho a dizer.
    Gostei das vossas perguntas à Diana.
    Avisem para quando é a nova história.

    ResponderExcluir